Quem é o Espírito Santo?

A obra Global Wesleyan Dictionary of Theology (2013, pp 396-397) traz um extenso verbete sobre a Teologia Pentecostal. Começando com as raízes wesleyana do pentecostalismo, o texto fornece uma visão panorâmica desse movimento nos anos subsequentes a sua gênese pondo em destaque o que chama “revolução teológica” ocorrida em seu interior. De acordo com essa perspectiva a teologia pentecostal deve ser vista em seu aspecto global. Para o escritor Henry H. Knight III (PhD), que assina o verbete, essa revolução teológica tem início nos anos 90 quando Steve J. Land pôs a espiritualidade pentecostal, herança da piedade wesleyana, como um dos seus fundamentos. Land destaca as afeições santas, que integram a vida dos crentes e passam a governar suas vidas e paixão pelo reino de Deus como símbolo dessa mudança. Ainda de acordo com Knight III o pensamento de Amos Yong, conforme exposto em seu livro “Poured Out on All Flesh” (2005) faz parte dessa revolução teológica pentecostal. Ele destaca que já nessa obra Yong “propõe uma teologia cristã mundial baseada em uma hermenêutica lucana, com um foco em experimentar de novo o poder do Espírito. Esta teologia tem Jesus Cristo como centro temático, e a pneumatologia como motivo de orientação” (2013, p.398).

Nesse novo livro Quem é O Espírito Santo?, Amos Yong de uma forma ampla e sistemática aborda o lado missional da pneumatologia pentecostal tomando como parâmetro os textos canônicos Lucas-Atos. Convém destacar que o autor, fiel a sua tradição pentecostal na qual foi ensinado a viver a experiência apostólica, não escreve como um observador que se posiciona fora do texto. Não, pelo contrário, Yong dialoga com o texto porque o vivencia e absorve o seu sentido. Isso faz com que a sua pneumatologia não fique presa a “carismatismos” que não levam a lugar algum. Merece destaque quando afirma: “Acredito que o Espírito está operando não apenas no nível do indivíduo, mas também no nível da sociedade e de suas várias estruturas políticas e econômicas; não apenas como o nível espiritual do outro mundo, mas também no nível deste mundo material e nos domínios concretos de nos sas vidas; não apenas em realidades institucionais, culturais e mesmo religiosas mais amplas, mas através delas”. Dessa forma, a teologia carismática de Yong destaca a ação do Espírito quando trata com indivíduos, isto é, quando Ele trata com pessoas, mas numa dimensão maior, quando Ele trata com comunidades. A sua pneumatologia, portanto, é global como global é a sua visão do Reino.

É por essa e muitas outras razões que o pensamento de Amos Yong tem feito escola. Sua voz tem se feito ouvir não apenas na academia ou dentro do arraial pentecostal, mas sobretudo na cristandade mundial. Sua obra, portanto, será um diferencial no pensamento teológico evangélico brasileiro e sem sombras de dúvidas uma referência para aqueles que querem conhecer de uma forma mais profunda a terceira pessoa da Trindade Santa.

Pr. José Gonçalves

Prefácio da obra Quem é o Espírito Santo?, de Amos Yong, Editora Palavra Fiel.